Home » Ministérios » ESCUTAR E COMER A PALAVRA DE DEUS

ESCUTAR E COMER A PALAVRA DE DEUS


Administrador MFPV | 2 maio, 2012

COMPARTILHE ESTA PAGINA


Ao recolher os frutos da constituição dogmática «Dei Verbum», do Concílio Vaticano II 

Bento XVI recordou esta sexta-feira que para anunciar a Palavra de Deus é necessário escutá-la antes.

«A Igreja não vive de si mesma, mas do Evangelho, e encontra sempre sua orientação nele para seu caminho», declarou ante mais de 400 especialistas de 98 países, muitos deles bispos.

«É algo que tem de ter em conta cada cristão e aplicar a si mesmo: só quem escuta a Palavra pode converter-se depois em seu anunciador», acrescentou ao receber em audiência os participantes do congresso sobre «A Sagrada Escritura na vida da Igreja», que comemora dos quarenta anos da promulgação da constituição dogmática sobre a Revelação divina «Dei Verbum».

«Não deve ensinar sua própria sabedoria, mas a sabedoria de Deus, que com freqüência parece necessidade aos olhos do mundo», afirmou, depois de ter dado graças pela convocação deste encontro que acontece em Roma de 14 a 18 de setembro.

O congresso é organizado pela Federação Bíblica Católica e pelo Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos, com a presença de «delegados fraternos» de outras igrejas e comunidades cristãs.

Comentando a constituição «Dei Verbum», que para o Papa é «um dos documentos mais importantes do Concílio Vaticano II», recordou que, sendo jovem teólogo, foi testemunha das «vivazes discussões que a acompanharam».

«A Igreja sabe bem que Cristo vive nas Sagradas Escrituras», explicou no pátio da residência de Castel Gandolfo ao aprofundar a mensagem desse documento conciliar.

Por este motivo, acrescentou, «sempre tributou às Escrituras divinas uma veneração parecida à dedicada ao próprio Corpo do Senhor».

De fato, sublinhou citando São Jerônimo, «a ignorância das Escrituras é ignorância de Cristo».

«Igreja e Palavra de Deus estão inseparavelmente unidas entre si –afirmou. A Igreja vive da Palavra de Deus e a Palavra de Deus ressoa na Igreja, em seu ensinamento e em toda sua vida».

O bispo de Roma deu graças a Deus pelo fato de que após o Concílio Vaticano II «foi reavaliada mais profundamente a importância fundamental da Palavra de Deus».

«Disto se derivou uma renovação na vida da Igreja, sobretudo na pregação, na catequese, na teologia, na espiritualidade e no próprio caminho ecumênico», constatou.

«A Igreja deve renovar-se sempre e rejuvenescer e a Palavra de Deus, que não envelhece nunca nem se esgota, é o meio privilegiado para este objetivo», concluiu.

 Papa Bento XVI

Deixe um comentário

 
 
 
 
 
 
Missão Foi Por Você - 2012 - Todos os direitos reservados   |  Política de Pivacidade
Este website é melhor visualizado em 1280x900px - Preferencialmente Utilizar Internet Explorer 8 ou Firefox 3.6 - Pode haver erros em navegadores inferiores.